"Amem sem cor, raça ou gênero."

* Título Original: Les Filles du Botaniste
* Ano de Lançamento: 2006
* Origem: França/Canadá
* Duração: 94 minutos
*Realizador: Dai Sijie
* Com: Mylène Jampanoi, Li Xiaoran, Fu Ling Dong, Wang Wei Chang, Nu Quynh Nguyen, Van Quang Nguyen, Linh Thj Bich Thu, Phuong Thanh, Tuo Jilin




SINOPSE:

A PRIMEIRA DAS VERDADES É AMAR
"Um país arrebatadoramente belo nas imagens com que Daï Sijie o fixa (dir-se-ia o jardim do éden...), mas onde se pode ser punido por amor."

"É uma história de amor sáfico na China dos anos 90 cuja simbologia é mais evidente que a carne"

Li Min deixa o orfanato onde vive desde a morte dos seus pais para estagiar com o professor Chen, um botânico de renome, rígido e conservador mas com uma sabedoria invulgar.
Chen vive com a sua filha An na China dos anos 80, nem todos os tabus estão levantados.

Chen vive com a sua filha An numa ilha que ele transformou num jardim luxuriante onde as inúmeras e exóticas plantas e árvores emanam os mais deliciosos aromas. É neste cenário idílico que as duas jovens An e Li Min desenvolvem uma amizade com um colorido especial que depressa se transforma numa atracção desconcertante e interdita. Á medida que se apaixonam cresce uma forte tensão sensual potenciada pelo perigo da relação. todavia, incapazes de se separar, Li Min e An planeiam um perigoso esquema para continuarem a partilhar o mesmo tecto.
Um ambiente tenso, num país onde após a revolução cultural ainda prevalecem muitos tabus, serve de palco para este romance entre duas mulheres realizado por Daï Sijie.

Vencedor de vários prémios em festivais de cinema.

[ Download ]

Site oficial do filme:


Trailer:

Um comentário:

  1. É incrível como os filmes não hollywoodianos são diferentes e nos tocam de uma maneira diferente. Este é um filme simples, terno e com uma ingenuidade que faz a sua beleza. E tem uma trilha sonora incrível. Uma das minhas partes favoritas é quando a Min antes de seu casamento, amedrontada diz a An : “Ajude-me, minha virgindade pertence a você, não ao Dan.” E a daí a An diz : “A minha também pertence a você. “ E as duas se beijam. Me encantou muito esta parte.
    Enfim, é um filme simples, mas que toca e em minha opinião vale a pena ser visto.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...