"Amem sem cor, raça ou gênero."


Revista Marie Claire faz reportagem sobre como é descobrir uma traição homossexual
Reprodução
Edição de maio fala sobre traição gay
Edição de maio fala sobre traição gay

A edição brasileira da revista feminina Marie Claire abriu espaço em sua edição deste mês para discutir um tema, no mínimo, curioso: a traição homossexual, ou seja, quando ele descobre que ela tem outra ou ela descobre que ele tem outro. “Ela descobriu que o marido tinha um caso com o personal. Ele, que a noiva era amante da amiga. Aqui, contam como é a dor de uma traição homossexual”, antecipa o olho da matéria.

A reportagem ouviu pessoas casadas que descobriram em algum momento que estavam sendo traídas, mas não por alguém do mesmo sexo que o seu. “Ele ainda tentou disfarçar, dizendo que foi buscar um suplemento alimentar na casa do personal. Mas eu já fui logo falando que já sabia de tudo, que já tinha visto seus e-mails todos naquele mesmo dia pela manhã”, conta uma das personagens. Bafo.


Para ler a matéria na íntegra você pode clicar aqui.

Um comentário:

  1. Achei um pouco sei la, preconceituoso no sentido. A dor de ser traida por pessoa do mesmo sexo ou pessoa de sexo diferente muda, é mais dolorido? Na forma argumentada, achei que ficou uma expressão um pouco 'dramática', bem daquela visão traição com alguém hetero tubo bem, já gay é pecado, não é de Deus e outras coisas à mais.
    A revista em si já acho muitas vezes ausente de conteudo, só falando do publico feminino hetero, de como conquistar o amado etc, e coisas muito futeis, e quando vai falar de relacionamento homossexual, é isso? Uma super crítica, como se fossem banais?
    Fui só eu que enxerguei isso? Espero que não - ou sim, vai que foi só impressão minha? - .
    E o que foi desse cara contar para familia dela? ele não tinha nada a ver com isso! E a moça não falar para os filhos? Depois crescem preconceituosos e ignorantes iguais à ela!
    Acho essas pessoas tão infantis, sério! Porque, em qualquer traição, simplesmente decidem se separar e vão seguir suas vidas? Sem todo esse drama, porque isso é perda de tempo! infelizmente, hoje, a humanidade tá mudad em questão de respeitar o próximo, mas fazer drama à isso, umilhar o outro só é perda de tempo! Vai se valoriza e deixa o outro na dele, fazer o que quiser na sua vida!
    Eu sou uma pessoa um pouco mais fria mesmo, porque já perdi muito tempo da minah vida, sofrendo por outra pessoa ter me traido ou não me querer mais, e o que deu? unica vantagem foi ter emagrecido por não comer direito, mas do resto, perdi dois anos da minah vida!
    O que acredito mais hoje é em Deus, familia, amizade e sim, respeito, isso sim ale a pena. Olho para minha mãe, ue foi casada com mu pai por 20 anos, e quando divorcio, ta á, ele curtindo a vida, e ela só sabendo observar a vida dos outros, quando poderia ir ocnehcer pessoas, estuda e outras coisas. Voltando ao respeito, e mesmo quando alguem me desesrespeita, não é motivo para me rebaixar e fazer o mesmo a pessoa.
    Reflita! A revista mancou bem com tal matéria, eu acho.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...