"Amem sem cor, raça ou gênero."

Em documento, Anistia diz que todos os países latino-americanos devem ter casamento gay

Cristina já oficializou o casamento gay
Cristina já oficializou o casamento gay
A aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo na Argentina neste mês vem provocando um verdadeiro efeito dominó na América do Sul. Depois do Uruguai anunciar a pretensão de elevar os direitos gays e aprovar o casamento (já aceita a união civil), agora a Anistia Internacional também entrou no assunto e força todos os outros países latino-americanos a seguirem o caminho argentino.


Em comunicado oficial distribuído em Buenos Aires na semana passada, justamente para celebrar a aprovação do casamento, a entidade de defesa dos direitos humanos diz que “agora depende do resto dos países da América Latina seguir seu exemplo (da Argentina)”.


Para Louise Finer, representante da Anistia, se trata “de um passo histórico para a igualdade de direitos de lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans”. A Anistia espera responder respostas de todos os governos latino-americanos. Somente a Argentina já permite, com lei promulgada pela presidenta Cristina Kirchner, o casamento entre pessoas do mesmo sexo na América Latina. Colômbia, Uruguai e a Cidade do México reconhecem a união civil apenas.

Um comentário:

  1. Deus queira que isso ocorra (e vai querer, pois Deus é amor, não julgamento!)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...