"Amem sem cor, raça ou gênero."

On 23:01 by LezLOVE   No comments
O elenco do reality "The Real L World" Jill é uma "garota judia legal" que planeja seu casamento. Rose é uma latina de cabelo comprido, que tem dificuldades com compromissos, e Mikey é uma produtora de moda toda tatuada e com um coração de ouro. Elas também são lésbicas, e estão entre as protagonistas do primeiro reality show apenas com participantes lésbicas num grande canal a cabo dos EUA.

"The Real L World," que estreou no domingo (20), é um aguardado derivado de "The L World," série que abordava as vidas amorosas de lésbicas de modo explícito, como nunca antes na TV dos EUA. Mas isso era ficção, embora arraigada nas experiências da criadora de "L World," Ilene Chaikin-- enquanto as seis mulheres de Los Angeles mostradas no novo programa, também no canal Showtime, são reais.

"Uma das coisas que me perguntavam constantemente (com 'L Word') era: 'Isso é real? Tem mesmo lésbicas assim?,'" disse Chaikin à Reuters. "Até certo ponto, este programa responde a esta questão de modo afirmativo... Como todas as mulheres, as lésbicas vêm em muitos pacotes diferentes, e essas mulheres podem lhe dizer algo que você não teria pensado antes sobre o que é ser uma lésbica."

Promovido como um programa cheio de sexo e moças adoráveis, "The Real L World" chega num momento em que as lésbicas são manchete, mas ainda estão menos representadas na cultura pop dos EUA do que os homens gays. Nos últimos dois meses, a artista country Chely Wright e a cantora cristã Jennifer Knapp assumiram sua homossexualidade. Um estudo divulgado em junho nos EUA mostrou que ser criado por duas mães não afeta o desenvolvimento psicológico saudável das crianças. Em julho, chega aos cinemas dos EUA a comédia lésbica "The Kids Are All Right," com Julianne Moore e Annette Bening.

The Real L Word no Orkut 

Siga tbm no:
LezLove

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...