"Amem sem cor, raça ou gênero."


Na sua vida privada, é bem possível que você já tenha vencido o medo de sair do armário, e até já tenha se assumido para os seus pais (se você não fez nada disso ainda, vale a pena pensar bem a respeito e seguir algumas dicas quando resolver contar ao mundo que você é gay). E no seu trabalho, as pessoas já sabem da sua homossexualidade?

Alguns fatos citados só se aplicam à realidade britânica, mas de maneira geral as dicas servem para nós também.

9 motivos para se assumir em uma entrevista de emprego

“Desempregada” é uma palavra assustadora, e “desempregada no meio da recessão” é uma frase ainda mais assustadora.

Então quando você finalmente consegue uma entrevista de emprego, todo mundo sabe que você deve se vestir bem, sorrir bastante e não fazer nada que possa lhe prejudicar… como revelar que você é lésbica. Certo? Errado errado errado, escreve Rosie Kirk.

Assumir-se

Imagine essa cena: é o fim da entrevista de emprego. Tudo correu bem, e sua nova chefe está apenas encerrando a entrevista com algumas amenidades. Ela pergunta como você chegou até o escritório. “Vim de carona com meu bebê”, você diz. “Que legal da parte dele”, ela diz.

Só que não foi legal da parte “dele”, foi legal da parte “dela”. O que você faz? Você deveria sair do armário em uma entrevista de emprego? Sim. E aqui há 9 motivos para isso.

1. Mostra que você é corajosa

Assumir-se não é fácil. A homofobia prevalece, e você nunca sabe como as pessoas vão reagir. Assumir-se para um desconhecido que detém poder sobre você é, então, uma decisão corajosa. Um empregador esperto reconhecerá isso, e verá os benefícios de contratar alguém que tem coragem e que vai se impor em nome da companhia.

2. Mostra que você é honesta

A verdade desagradável é que quando você não corrige uma presunção de heterossexualidade você está sendo desonesta. Afinal, você pode sorrir e concordar quando alguém pergunta se você tem um namorado, mas o que acontece quando lhe perguntam o nome dele? Minta uma vez e você se verá criando mais e mais mentiras, até que você terá inventado uma vida inteira.

3. É lisonjeador para a empresa

A maioria das empresas gosta de pensar que eles são lugares receptivos e cabeça aberta, que não discriminariam LGBTs nem em sonho. Assumindo-se na entrevista, você de certa forma os elogia, por mostrar que acredita nessa imagem da empresa. No fim das contas, ela pode até ser verdadeira.

4. Pontos a mais no questionário de seleção

Discriminação positiva: a ruína de todos os homens brancos, leitores do Daily Mail, cheios de privilégios. É verdade que muitas empresas estão tentando recrutar mão-de-obra mais diversificada, mas infelizmente sua sexualidade não vai lhe garantir o emprego. Afinal, se fosse tão fácil, todos se declarariam como pessoas LGBT cadeirantes não caucasianas…, certo?

5. Torna a homossexualidade normal

Para um número cada vez maior de pessoas – e isso inclui potencialmente seu novo chefe – sexualidade simplesmente não é uma grande coisa. Mencione o assunto no meio da conversa e eles não vão nem ficar chocados, e você se perguntará por que tanto barulho por nada.

6. Você não tem nada a perder

Na Inglaterra, na verdade é ilegal que uma empresa se recuse a contratar alguém por causa de sua sexualidade. Se você tem certeza de que ter se assumido fez com que você perdesse a vaga, então você tem motivos para levar o caso para a Justiça. Claro que o grande problema é provar que sua sexualidade é a razão pela qual você não conseguiu o emprego. Mas se você acha que tem um caso concreto, especialmente se você tem qualquer prova, procure orientação jurídica.

7. Corta as piadas com gays

É deprimente e um sinal de fraqueza, mas às vezes gerentes fazem vista grossa para piadas feitas contra gays/imigrantes/insira outras minorias aqui. Afinal, essas piadas são “inofensivas” – ou seja, não há ninguém dessa minoria por perto que possa ficar chateado. Mas, magicamente, ter alguém faz parte de uma minoria na sala imediatamente deixa a piada sem graça nenhuma, e as piadinhas acabam.

8. Economiza tempo

Saia do armário na entrevista e se tudo der certo os rumores vão fazer boa parte do trabalho antes que você comece. As pessoas podem fingir que não sabem que você é lésbica, mas é provável que elas saibam – e isso quer dizer que elas não vão cometer nenhuma gafe que constrangeria tanto eles quanto você em seu primeiro dia de trabalho.

9. Livra você dos homofóbicos

Claro que você quer um emprego, mas você realmente quer estar presa 40 horas por semana em um escritório cheio de homofóbicos daqui a seis meses? Só Deus sabe o quão miserável você estará se sentindo se isso acontecer.

Sair do armário como “estilo de vida”

Assumir-se é um processo que dura a vida toda. Você pode ser 100% assumida, mas a cada vez que você conhece alguém novo, seja um conhecido, vizinho ou colega de trabalho, você terá que se dizer lésbica de novo.

Lembre-se que não se trata de “exibir” sua sexualidade, ou “jogar na cara das pessoas” – é só corrigir aquela presunção, na maioria das vezes concebida por heterossexuais, e assumida por heterossexuais na maior parte do tempo, de que todo mundo é hétero também.

E essa presunção se aplica a você também – enquanto estiver preocupada se deve ou não se assumir, considere isso: como você tem tanta certeza de que seu chefe é heterossexual?

4 comentários:

  1. Achei hiper interessante essa matéria.. parabéns... tenho uma empresa e realmente é isso mesmo q vai acontecer a quem resolver assumir... e mais: SINTA-SE CONFIANTE.. não demonstre que esta nervosa(se estiver), e se não te aceitarem por sua opção sexual e vc tiver provas disso.. realmente deverá levar o caso a justiça... Sucesso ao blog :) @coollorida

    ResponderExcluir
  2. se eu falasse isso na minha entrevista onde fiquei 1 ano e 7 meses trabalhando, com certeza n teria sido contratada....acho que essa reportagem só serve la na inglaterra mesmo.....

    ResponderExcluir
  3. Tive uma entrevista de emprego hoje 01/09/2010 as 14:30 e a primeira pergunta foi... vc é casada? Eu respondi: - Prezo sempre pela verdade e caso eu seja contratada não gostaria de começar nossa relação profissional mentindo, por isso, vou responder a verdade. O entrevistador disse, ótimo pode responder. Eu disse: Sou casada a 12 anos com uma mulher.Fiquei sendo entrevistada por mais de 1 hora, respondi ao um longo questionário e não notei nenhuma reação negativa em relação a minha resposta. Tenho todas as qualidades profissionais exigidas mas só saberei a resposta se vou ou não ser contratada amanhã no periodo da tarde. Fiquei o dia todo pensando se fiz a coisa certa. Acabei de chegar em casa e procurei orientação no google e apareceu este blog "Maravilhoso"
    Quero agradecer imensamente a quem escreveu essa mensagem, pois, me ajudou muito. Amanhã postarei a resposta da entrevista. Um boa noite a todos!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Momento dificil...
    Sustento uma mentira de ser hetero por 3 anos..
    Já que na minha entrevista nao tive coragem de me assumir (vergonha)
    Trabalho em uma emçpresa conservadora ate hoje pensam que minha mulher e minha prima.. (horrivel) Mas a realida..
    a pior coisa sustentar mentiras...
    Nao posso voltar no passado nem falar a verdade agora....

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...