"Amem sem cor, raça ou gênero."

Filme, um dos nove da mostra competitiva do Festival do Rio, ainda tem Murilo Rosa e Natália Lage no elenco
A história homossexual é baseada no livro homônimo escrito por Myriam Campello
Foto: Celso Pereira/Divulgação

A história homossexual é baseada no livro homônimo escrito por Myriam Campello

O tema de "Como Esquecer" já está entregue em seu título: como esquecer – no caso, um grande amor. Já na primeira cena, vemos Ana Paula Arósio aos prantos, rasgando fotos da namorada que a deixou. Sim, namorada: a personagem principal é lésbica. E sim, quem espera ver a estrela da Globo em cenas de nudez e sexo com uma mulher vai encontrar. Mas não seria justo reduzir o filme ao mero interesse erótico: pelo contrário, trata-se de uma história de dor e superação às vezes bastante pesada. Mas sempre sensível.

"Como Esquecer" está entre os nove longas de ficção da mostra competitiva do Festival do Rio, que começa nesta quinta-feira (23). Os outros oito filmes são "Boca do Lixo" (Flavio Frederico), "Elvis & Madona" (Marcelo Laffitte), "Malu de Bicicleta" (Flavio Tambellini), "Riscado" (Gustavo Pizzi), O Senhor do Labirinto (Geraldo Motta), "Trampolim do Forte" (João Rodrigo Mattos) e "VIPs" (Toniko Melo). Será a estreia do longa. A chegada ao circuito comercial está prometida para o dia 15 de outubro.

Na trama, Ana Paula Arósio é Julia, uma professora de literatura abandonada pela namorada. Na tentativa de superar a perda, ela busca o apoio do melhor amigo (Murilo Rosa), enquanto tenta lidar com as investidas de uma aluna (Bianca Comparato) e uma pintora (Arieta Corrêa). Ana Paula se sai muito bem num papel difícil, conferindo profundidade a uma Julia que, nas mãos de uma atriz menos talentosa, seria simplesmente antipática. Ela torna a dor e a dificuldade de se envolver de sua personagem reais.

O resto do elenco não está no mesmo nível de Ana Paula. Murilo Rosa resvala na caricatura no papel do melhor amigo gay, mas mesmo assim consegue convencer. Natália Lage, que interpreta uma jovem grávida que divide a casa com Ana Paula e Murilo, também não compromete. O maior problema está nos dois interesses amorosos da personagem principal: a aluna de Bianca Comparato e principalmente a pintora de Arieta Corrêa têm comportamentos e falas inverossímeis, que destoam do tom íntimo e contido do filme.


"Como Esquecer" (Brasil, 2010, 99 minutos)
Direção: Malu de Martino
Elenco: Ana Paula Arósio, Murilo Rosa, Natália Lage, Arieta Corrêa, Bianca Comparato, Pierre Baitelli.
Classificação: 16 anos
Em Exibição
Quinta - 30/09 - Cine Odeon Petrobras - 21h45
Sexta - 01/10 - Pavilhão do Festival - 15h
Sábado - 02/10 - Estação Vivo Gávea 3 - 17h50
Sábado - 02/10 - Estação Vivo Gávea 3 - 22h10

Veja abaixo o trailer de "Como Esquecer":



Assista o vídeo onde Ana Paula Arósio fala sobre personagem



3 comentários:

  1. Esse filme é horrível. Muito ruim mesmo. A personagem da Ana Paula é mal humorada o tempo todo. Sabem aquela personagem desiludida, que vc pode mover o mundo com coisas boas e ela só vê desgraça!? Existem filmes melhores por aí...

    ResponderExcluir
  2. ond tem pra baixa ele?

    ResponderExcluir
  3. Concordo em parte, com Anônimo acima.Ocorre momentos em que voce fica desanimada com a personagem, então voce torce para que melhore, mas, nada. A atriz chega a parecer feia, dando fora em todo mundo, sem contar que não tem nenhum flashback da sua ex-amante com momentos bons... Não gostei!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...