"Amem sem cor, raça ou gênero."

El Último Verano de la Boyita vence Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa

El Ultimo Verano de la BoyitaConsiderado um “exemplo de empatia e solidariedade, combinando beleza e crueldade”, o filme argentino El Último Verano de la Boyita, venceu, na noite de sábado, 25, o 14º Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa, na categoria melhor longa-metragem.

O filme, dirigido por Julia Solomonoff, conta a história de amizade entre uma jovem curiosa e um hermafrodita e agradou o júri, composto pela atriz Rita Balco e pelo escritor José Luís Peixoto.

Na cerimônia, o filme Open ganhou menção honrosa, pela “autêntica, ousada e comovente representação da vida e amor queer, desafiando os conceitos de gênero e identidade.”

Os prêmios de melhor ator e atriz foram para Lucas Ferraro (filme Plan B, de Marco Berger) e para as três atrizes do filme “El Último Verano de La Boyita”: Guadalupe Alonso, Mirella Pascoal e Nicolas Treise. A decisão de premiar três atrizes baseia-se na “leveza com que encarnam os três complexos papéis.”

O júri também foi formado pela realizadora Veronika Minder, Rui Pedro Tendinha, jornalista de cinema, e Adília Godinho, jornalista da RTP.




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...