"Amem sem cor, raça ou gênero."


A comandante distrital da GNR de Santarém, a capitão Patrícia Loureiro Almeida, prepara-se para ser a primeira mulher militar a casar com outra mulher dentro da GNR.

A capitã Patrícia Almeida, comandante do destacamento territorial da GNR de Santarém irá casar, no próximo sábado, com a cabo Teresa Carvalho que é formadora na Escola Prática da GNR em Queluz, onde vivem actualmente. As duas militares mantêm um relacionamento há cerca de dois anos, mais ou menos o tempo em que Patrícia Almeida está como comandante da GNR em Santarém.
A notícia é do Correio da Manhã que adianta também que a cerimónia do casamento irá ter lugar na Conservatória do Registo Civil de Lisboa.

Segundo o diário, este será o primeiro casamento gay entre militares conhecido em todo o mundo e é assim também o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo na Guarda Nacional Republicana.
Patrícia Almeida tem 27 anos, formou-se na Academia Militar e foi há poucos meses promovida de tenente de infantaria a capitã.

Este é já o segundo casamento gay conhecido que envolve militares da GNR. Há alguns meses, em Tomar, José Carlos Henriques (46 anos), ex-militar da GNR de Tomar, casou com Fernando Silva, seu colega de trabalho na empresa que cuida das piscinas e do pavilhão municipal deste concelho.

2 comentários:

  1. sou a favor do casamento gay,se estamos unidos pelo amor,por que não podemos oficializar com a união matrimonial.

    ResponderExcluir
  2. se for por amor vale tudo... adorooooooooooooooo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...