"Amem sem cor, raça ou gênero."

On 19:17 by LezLOVE in , , ,    1 comment
Pelo que Nikki e Jill vão discutir dessa vez? Mikey passará o episódio inteiro trabalhando? Tracy conseguiu convencer a mãe a encontrar “aquela pessoa” (a.k.a. Stamie)? Rose realmente foi se encontrar com a ex? Quem vai ficar com a guarda do Bubu? Whitney se arrependeu de verdade? Tor criou vergonha na cara? Romi criou vergonha na cara? Natalie criou vergonha na cara? Alguém criou vergonha na cara nesse show?


Por falta de pergunta para fazer, a questão do início do programa hoje é se você já chorou/chora/fez alguém chorar depois do sexo.
Nikki: “A primeira vez que eu fiz sexo com uma mulher foi uma experiência tão emocional para mim que eu chorei.”
Jill: “Eu choro durante o sexo. Não é frequente, mas eu choro.” Shame on you, Nikki!
Rose: “Eu tive algumas garotas chorando depois do sexo. Eu não sabia o que fazer. Tipo, que merda.”
Mikey: “Quando garotas choram depois do sexo é estranho. Eu nem sei o que fazer. Tipo, por que elas estão chorando? Era pra ser um momento feliz. O que você faz? Você não consegue sair do quarto rápido o suficiente.” Honey, não é pra você sair correndo do quarto…
Tracy: “Eu não chorei na primeira vez que fiz sexo com uma mulher. Acho que na verdade eu estava sorrindo muito .”
Whitney: “O QUÊ? Que tipo de pergunta é essa? Uh, as pessoas choram? Eu que devia perguntar isso pra vocês. Não, graças a Deus, eu não choro quando gozo. É por isso que homens têm lenços de papel próximos da cama? Pensei que fosse por outra coisa.”

Nikki e Jill

Mais um dia comum na vida de Nikki e Jill: elas estão sentadas na mesa da sala olhando mais locais para a festa de casamento. Jill ainda não está convencida sobre o local, Nikki está apaixonada pela casa que elas visitiram em algum episódio anterior.
Cada nova casa que elas viam, Nikki esculachava.


Jill decide, por fim, pela casa que Nikki escolheu, como sempre acontece.
No Dia das Namoradas, Nikki deu para Jill um vale-aula-de-dança, então elas decidem ir. O professor, num momento, pergunta quem é o homem a condutora e elas não foi precisaram pensar nem 1s para responder:

Mas Nikki não queria conduzir porque…

Ainda bem que elas sabem quem é que manda na relação.
Nikki e Jill ficam envergonhadas por que elas são tão iniciantes que precisam aprender até a fazer um quadrado.

Eu particularmente não vejo problemas em elas dançarem mal. Elas são lésbicas, oras. Lésbicas não dançam bem. Nem decoram a casa bem.
Quando o professor diz para elas dançarem juntas, Jill confessa que acha estranho duas mulheres dançando juntas. E eu preciso confessar que concordo um pouco com ela, mas é natural estranhar o que a gente não está acostumado a ver, certo?

Mulheres dançando?

Em depoimento, elas chegam a conclusão que aula de dança foi um péssimo presente e que a melhor solução seria dançar hip-hop no dia da cerimônia. Mostra aê como se faz, Nikki!


Whitney

O dia começa cheio de emoção para Whitney que precisa limpar aquela piscina cheia de creme de milho misturado com lubrificante do dia anterior. Uhm, delícia!


Alyssa pede pra Whitney esperar já que mais tarde ela a ajuda. À noite elas se livram da sujeira, mas o saco fura e sai esparramando toda a delícia cheirosa pelo chão da casa.


Melhor que o cheiro que deve ter saído dessa coisa é a desculpa que ela deu para Tor sobre o “incidente” de ela ter transado com Romi no dia seguinte a Tor com o mesmo strap on.

Romi estuprou Whitney.

Não sei se eu me mato de rir ou se me mato de revolta por alguém usar uma desculpa tão esfarrapada assim.

No dia seguinte, Whitney almoça com sua bff Scarlett e comenta que Sara está se mudando para L.A. Repare como Whitney funciona por turnos: primeiramente (ok, não é aqui o começo do rolo) Whitney vai para San Frascisco para transar ver Sara. Depois ela decide fazer sexo com Tor com a cinta no sábado. No domingo, ela faz sexo com Romi com o mesmo strap on. Óbvio e ululante que na segunda é dia de pensar na Sara de volta.
“Tor e Romi são muito dramáticas e eu percebi que com Sara eu tenho pegação livre de dramas e, nesse momento, é isso o que eu quero.”

Scarlett pergunta se Sara irá com elas no Dinah Shore (comento o que é isso no próximo recap) e a resposta é sim. E já que Whitney estará com Sara, nada mais justo que por uma pedra de vez em cima do relacionamento (como se a gente não tivesse visto esse filme antes) com Romi.
E qual é o melhor lugar para terminar um relacionamento? Num restaurante intimista, claro.



Whitney toca no assunto de que Sara está vindo para L.A. Romi continua a conversa um pouco surpresa perguntando quando Sara vem e tal. Mas o melhor de tudo foi o miguézão que Romi deu:
“É um pouco estranho Whitney sendo vaga sobre a relação dela com Sara e como ela se sente. Tipo… eu só fiz sexo com você.”

A conversa segue e Whitney comenta que está pensando em ter um bebê (sim, eu ri). Então Whitney prova que sabe botar um ponto final em um relacionamento:
Romi: “Você definitivamente deve ter um filho. Vamos fazer um bebê no Dinah. Eu vou encontrar alguém e…”
Whitney: “Eu vou engravidar você.”
Isso aí, Whitney!


Tracy

Tracy está há alguns dias trazendo assuntos “oi, eu sou gay” para as conversas com a sua mãe. Ela sente que está progredindo, mas não sabe se a mãe virá para a festa de 30 anos dela.


Em uma das ligações entre elas, a mãe diz que não poderá ir. A edição coloca uma música triste e eu começo a chorar até que a campainha toca e…


Ta-dã! Dona Zory aparece na porta da casa da filha. Como Tracy não é Mikey, ela fica super feliz com a surpresa e ambas vão conversar no quintal. Obviamente, primeiro Dona Zory pergunta sobre a vida profissional da Tracy.
“E eu fiz umas fotos para uma revista chamada Bound Magazine. É uma nova revista feminina, mas voltada para lésbicas, então…”
Sim, Dona Zory ainda tem certas restrições com a homossexualidade de Tracy, mas está disposta a superar aos poucos pelo bem da relação das duas.
Tracy: “O que mudou para você? Porque eu vejo uma grande mudança em você.”
Zory: “Nós não somos somente mãe e filha, mas também melhores amigas.

Confesso que chorei.

Na conversa ainda, Tracy comenta que Stamie tem um show de comédia e pergunta se a mãe quer assistir. No exatíssimo mesmíssimo instante em que ela termina de falar eu penso:
Por favor, que a Stamie não faça a piada das quatro mães. Por favor!
À noite, finalmente acontece o encontro sogra-nora (Stamie estava duvidando que a mãe de Tracy iria!). Depois do “prazer te conhecer (not)” rola alguns segundos que pareceram eternidade até para mim.

O show começa e…

Sogra 1 X 0 Nora

Sogra 2 X 0 Nora

Pelo menos, Stamie não fez a piada das quatro mães porque seria algo assim:
Stamie falando: Meus filhos vão ter quatro mães.
Zory ouvindo: Sua filha já será mãe de três filhos que não nasceram dela e são fruto de uma relação lésbica.
Tracy percebe que não foi a melhor maneira de apresentar a mãe à namorada, então decide marcar um jantar com as duas mais as irmãs.

Repare nas caras de "concordando em um jantar que na verdade é uma situação constrangedora".

Em determinado momento, ela comenta que os filhos de Tracy estão voltando da casa da ex e pergunta se a mãe não gostaria de conhecê-los. E Dona Zory faz a pior cara que poderia ter feito EVER.

Silêncio absoluto. Tracy fica desapontada. Stamie, que até o momento estava sendo muito compreensiva evitando qualquer demonstração da carinho na frente da sogra, fica ofendida.
Se você não quer conhecer meus filhos, você vai me ignorar ainda mais. Quer dizer, isso me faz voltar a não ser confortável com minha sexualidade e eu sou uma mãe. Eu tenho três filhos. Eu não preciso me sentir mal por ser quem eu sou.


Rose

Enquanto Natalie chora rios na casa de amigas…



(Pergunta: Por que quando eu choro, me descabelo e sofro por alguém, não tenho uma amiga assim do meu lado com um super decote?)
…Rose se encontra com a ex-Angel ex, Angel, e eu agradeço aos céus que cameramen ninjas foram atrás.
Se lembra que Rose disse que teve uma briga colossal com a ex nos fazendo acreditar que a ex deveria ser uma barraqueira psicótica do naipe de Rose? Então, Angel é simplesmente a pessoa mais mentalmente sã que já apareceu nesse show. Acompanhe o placar.



Angel: Nós tivemos uma relação muito, muito caótica, louca e tóxica. Eu acho que muito disso pelo fato de você ter me traído [+1 por revelar de propósito para as câmeras que Rose é traidora]. Por que você quis que eu viesse te encontrar aqui?
Rose: Você sabe que nós estabelecemos que estaríamos aqui uma pela outra.
Angel: Nós nunca estabelecemos isso quando terminamos.[+1 por desmentir] Quando terminamos foi horrível.

Angel: Eu sempre soube que você me ligaria se algo acontecesse com sua avó. [+1 por estar certa]
Rose: E eu sempre soube que você estaria aqui por mim. [+1 por estar certa]
Angel: Bem, sua avó está melhor agora. Ela está segura.
Rose: Você ainda está aqui. [+1 por estar certa]
Angel: Eu não estou aqui. [+1 por cortar Rose]
Rose: Besteira.
Angel: Não, não estou. [+1 por continuar cortando a Rose]
Rose: Besteira.
Angel: Não. [+1 por continuar cortando a Rose]



Angel: Rose, eu te conheço melhor do que qualquer pessoa. Você seguiu em frente muito rápido, não? [+1 por desmascarar Rose]
Rose: Sim.
Angel: Por quê?
Rose: Eu não sei, simplesmente segui em frente.
Angel: Você não sabe? Pense. Você não pode ficar sozinha, certo? [+1 por jogar na cara de Rose isso]


Angel vai para o carro e Rose a acompanha. Claro que elas queriam um pouco de privacidade para a DR começar mesmo, mas, para nossa sorte, Rose é burra demais para lembrar que ela está com o microfone na roupa e que câmeras modernas têm zoom.



Angel: Eu sinto que eu estava tão bem sem você na minha vida. E no momento em que você percebe que eu estou seguindo em frente, você volta. [+3 por praticamente cantar I will Survive]
Rose: Eu não sabia que você estava seguindo em frente.
Angel: Eu sinto que você SEMPRE faz isso. É tão típico de você.
Rose: Você é uma das minhas melhores amigas [-1 por ser tosca e achar que ex é melhor amiga], e isso… isso.. e eu… algumas vezes preciso de você.
Angel: O que você quer que eu faça? É sempre tudo sobre você e sobre o que você precisa. [+1 por conhecer a Rose tão bem]
Rose: Eu… [-1 por não ter resposta]
Angel: Acabou. [+1 por falar a palavra mágica] Vá e faça o que você faz de melhor. Faça as pazes com sua namorada e fale que você precisava de um “encerramento” para continuar o seu relacionamento com ela. Conheço essa fala. [+3 pontos por conhecer as desculpas esfarradas de Rose] Vai. [+1 ponto por mandar Rose embora]

Placar:

Angel 17 x 0 Rose

Gente, a conversa inteira é praticamente um Manual da Ex Digna, todas as lésbicas deveriam ler isso no Curso Preparatório para Lesbianidades e Safismos!
Depois de ser escorraçada pela ex, Rose volta para casa para descobrir que Natalie está na casa da mãe. O que fazer agora?
Rose falando: Agora eu tenho que fazer as pazes com ela. E eu provavelmente tenho que fazer uma atuação digna de vencer o Oscar.
O que Rose quis dizer: Natalie está magoadinha só porque eu fui ver minha ex. Agora eu tenho que ir atrás e fingir que me importo com os sentimentos dela.

Na não-discussão das duas, Rose nega ter saído com Angel e diz que precisava de um tempo para ela, o que ela nunca tem, já que é uma pessoa tão altruísta. Natalie simplesmente diz para Rose não desaparecer assim e a pune:

Eu só consigo arranjar uma única explicação para toda essa história ter acabado tão bem assim: Bubu. Como poderia haver um clima de desentendimento num ambiente onde essa coisinha mais fofa da mamãe esteja?


Com Natalie devidamente enganada Com o problema com Natalie devidamente resolvido, Rose vai visitar a avó, mas diferentemente das outras vezes, a sua mãe também está na casa.
Depois de um momento fingindo que nada estava acontecendo, e tias pressionando Rose, mãe e filha decidem conversar.
Rose: Tá bom, tá bom. Mãe, me desculpe.
Mãe: Eu quero falar uma coisa.
Rose: Não quero falar sobre isso.
Mãe: Escute sua mãe. Eu te amo de todo meu coração e você sabe disso. Eu sempre te apoiei não importa o que. E sempre vou te apoiar.
Rose: Tá.
Sim, mesmo tentando não chorar, eu acabei chorando, a mãe da Rose também chorou e Rose estava tão emocionada quanto uma pedra numa ilha deserta.


Rose acha que a reconciliação com a mãe foi causada pelo problema de saúde da avó, mas eu sei quem é o real culpado:


Mikey

Mikey está ocupadíssima na semana da LA Fashion Week (que na verdade é Weekend). Ela confere como estão os preparativos, a tenda que tiveram que armar porque Dexter roubou o stage dela, etc, etc, etc.


Moto? Lésbica...

Em um dos dias que antecedem o LAFW, Heather Locklear leva a filha para conhecer Mikey, já que a pivete iria desfilar.
Como você deve estar pensando, eu pensei “mas quem diabos é Heather Locklear para ficar empurrando a carreira da filha assim?” Obviamente joguei no google e aqui está um resumo da grande carreira dessa mulher:
-Atriz de Carro Comando (WTF?), série dos anos 80.
-Ex do baterista do Mötley Crüe;
-Ex do guitarrista da banda do Bon Jovi.
-Fez uma pequena participação em Hannah Montana.
De fato, é uma carreira brilhante. Mikey tinha uma queda por Miss Locklear quando era criança. E portanto, deveria deixar a filha bonitinha-mas-com-cara-de-cu desfilar.



Mikey precisa passar metade do programa falando o quanto ela esta empolgadíssima pela futura Gisele Bündchen desfilar no humilde show dela. Mas eu sei muito bem que Mikey estava pensando “que droga, preciso deixar essa pivete arrogante desfilar no meu show e ainda fingir que estou adorando”.
E o melhor de tudo, é que a Ava não.sabe.desfilar. Mas quem precisa saber desfilar quando se é filha de Heather Locklear (who?) com Richie Sambora (who?)?


Sim, querida, quanto mais você balançar os braços como um macaco, melhor.
Então, Tyra, temos a próxima America’s Next Top Model?


(Como vocês podem perceber eu ODEIO filho de gente “famosa” que se aproveita da fama dos pais para fazer carreira – Sandy e Júnior é exceção, mas não que eu gosto deles…)

Então finalmente chega a weekend do LA Fashion Week, e Mikey tem um big drama com um dos refletores que não ligava e blablabla, mas o que importa mesmo é o que aconteceu no segundo dia.
Primeiramente, por total coincidência do destino, todo o cast de The Real L Word apareceu. Rose (com Natalie), Whitney (com Scarlett) e Tracy eu até compreendo que já se conheciam. Mas vá me explicar Nikki e Jill?
"Nossa, eles fizeram um bom trabalho com a tenda."
Raquel demora para chegar no desfile e Mikey fica preocupada, mas a história não rende muito drama. O desfile começa, termina e Mikey sobe na passarela e chama Raquel junto.
Então, Mikey se ajoelha.

OMG! OMG! OMG! ELA VAI PEDIR, ELA VAI PEDIR!!!!

Preciso comentar que uma proposta em público assim é o sonho de qualquer garota-hetero-esteriotipada-criada-num-ambiente-machista?
Preciso comentar que eu super me empolgay?
Preciso comentar que Raquel aceitou?

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...