"Amem sem cor, raça ou gênero."

A Igreja não pode julgar os gays por sua orientação sexual e nem marginalizá-los. O alerta é do papa Francisco que, quebrando um verdadeiro tabu, deixa claro que estende sua mão a esse segmento da sociedade. “Se uma pessoa é gay e procura Deus e tem boa vontade, quem sou eu pra julgá-lo”, declarou. “O catecismo da Igreja explica isso muito bem. Diz que eles não devem ser marginalizados por causa disso, mas devem ser integrados na sociedade”, insistiu.

As declarações foram dadas em uma entrevista concedida pelo papa aos jornalistas que o acompanharam no avião entre o Rio e Roma, entre eles a reportagem do Estado. Na conversa, a garantia do argentino de que o Vaticano tem como papa uma “pessoa normal”, um “pecador” e que vive junto com os demais religiosos porque morar no Palácio Apostólico o geraria problemas psicológicos.

Trinta minutos depois de o voo decolar do Rio, o papa deixou sua primeira classe e cumpriu uma promessa que havia feito no voo de ida de Roma ao Brasil: responderia perguntas dos jornalistas. Mas poucos imaginaram que a conversa duraria quase uma hora e meia.

Papa ainda se manifestou a favor de um maior papel das mulheres dentro da Igreja, mas rejeitou categoricamente sua ordenação como sacerdotisas. "Não se pode imaginar uma Igreja sem mulheres ativas", disse o Papa, depois de lembrar que a entidade já se pronunciou contra esta opção: "Esta porta está fechada", reconheceu.
O papa desembarcou em Roma nesta segunda-feira de manhã após uma viagem de uma semana ao Brasil para presidir as celebrações da Jornada Mundial da Juventude. A missa de encerramento, no domingo de manhã, reuniu mais de 3 milhões de pessoas na praia de Copacabana, segundo a prefeitura.
Papa Francisco no Brasil

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 foi realizada entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, organizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos com o Papa. Esta edição da JMJ reuniu mais de 3 milhões de pessoas, entre elas peregrinos de 175 países. A JMJ 2013 marcou também a primeira visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março deste ano. A próxima edição do evento será realizada em 2016, em Cracóvia, na Polônia.

Um comentário:

  1. Sou católica e Lésbica sou devota de Nossa Senhora e ao Sagrado Coração de Jesus, a Bíblia pode ter sido interpretada de forma diferente pelo homem, porem sei que Jesus me ama do jeito que sou e quer que eu ame e seja feliz sem promiscuidade.Assim como o heterossexual, ame e seja fiel sem ser promiscuo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...