"Amem sem cor, raça ou gênero."

On 03:39 by LL   1 comment

Se Giovanna Antonelli apostasse em um bolão que o casal Clara e Marina (Tainá Müller) iria vingar, na novela “Em família”, a atriz abocanharia uma boa grana. Afinal, não só vingou como o envolvimento das duas se tornou um frisson.


— A história é muito boa, desde o início, acreditava que o triângulo ia dar certo. E deu. Quero contar uma linda história e acho que estamos conseguindo — comemora Giovanna, que afirma estar “muito feliz com a personagem e a repercussão que tem dado”.

E a cada cena, Clara dá passos firmes para dividir sua vida com Marina. Tanto que a fotógrafa vai abrir espaço em seu armário para a namorada colocar suas coisas. “Parece um sonho ver você aqui no meu quarto, colocando suas roupas junto das minhas! Quero que você venha com o caminhão de mudanças para cá! Trazendo sua vida toda para perto de mim!”, empolga-se Marina.

Apesar de animada, Clara avisa que as coisas terão que ser aos poucos, por conta de seu filho. “Por enquanto, fico meio lá, meio cá. Até sentir que Ivan (Vitor Figueiredo)já aceitou”, afirma a dona de casa, que credita sua felicidade à forma tranquila como levam a relação. “Você me dá muita coragem de ter uma vida leve, para cima. É exatamente assim que eu quero que seja. Só preciso que meu filho se sinta bem. Isso é o que mais me importa agora”, afirma Clara.

E ela tem razão, já que Ivan ainda se mostra um pouco confuso com a nova configuração familiar, mesmo não sabendo oficialmente do namoro da mãe. E isso fica claro numa cena em que ele vê uma foto de Marina no mural no quarto da mãe. “Essa foto é nova aqui? Legal. Mas posso trocar de lugar? Não quero que ela fique em cima do papai”, salienta Ivan.

Surpresa, a dona de casa diz que ele pode fazer o que achar melhor e avisa: “Marina nunca vai ter um espaço maior do que o do seu pai. Mamãe já te disse isso, cada um tem seu devido lugar no nosso coração”. Ivan diz que sabe disso, mas faz uma ressalva: “No meu coração eu já resolvi tudo. Mas na vida ainda tô pensando nas coisas.”

Sem pressa

Para o autor Manoel Carlos, o namoro de Marina e Clara tinha que ser desenhado aos poucos e aconteceu de foma oficial no momento certo.

— A relação delas obedecia a uma certa cronologia, em que a história não pode ser atropelada pela pressa — garante o autor.

E mesmo com o relacionamento das duas pegando embalo, e, consequentemente, fazendo a torcida Clarina pelo casal ficar em polvorosa, Giovanna não sente um peso por tamanha repercussão.

— Todos os personagens que faço têm uma grande responsabilidade. Com Clara não está sendo diferente — garante a atriz, que não julga as decisões da dona de casa: — Sou a favor da felicidade e sempre aconselho as pessoas a irem em busca dela, assim como eu faço.


Clique AQUI e participe da página CLARINA no facebook.

Um comentário:

  1. O Manoel Carlos tem razão : tem que ir de vagar , pois dá + ênfase a história e , é só fazer elas aparecerem em todos os capítulos evoluindo sempre !

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...