"Amem sem cor, raça ou gênero."


Kristen Stewart
 convidada do programa de humor “Saturday Night Live”, do último sábado, 04, ironizou Donald Trump e, pela primeira vez, falau com todas as letras sobre a sexualidade dela.
A artista fez piada de um curioso episódio ocorrido cinco anos atrás, quando o atual presidente dos Estados Unidos usou o Twitter para condenar uma suposta traição dela.
“Robert Pattinson não deveria voltar com Kristen Stewart”, disse o então futuro presidente, em sua conta oficial do Twitter. “Ela o traiu ‘como um cachorro’ e fará novamente — apenas vejam. Ele consegue coisa melhor.”
“Estou um pouco nervosa por estar apresentando o programa, porque eu sei que o presidente deve estar assistindo e, bem, ele não gosta muito de mim”, disse Kristen e continuou:
kristen-stewart
kristen-stewart
kristen-stewart
kristen-stewart
Para muitos pode parecer pouca coisa, mas Kristen, protagonista da saga “Crepúsculo” e uma das atrizes mais famosas do planeta, é a primeira celebridade jovem ~A~ de Hollywood a falar na TV ao vivo dessa forma sobre a própria sexualidade.
Sim, a declaração para muitos não chega a ser uma grande surpresa, nos últimos tempos ela não fez lá muita questão de manter os relacionamentos dela com garotas escondidos, pelo contrário. No ano passado, por exemplo, em entrevista para a ELLE UK, até comentou sobre namorar Alicia Cargile, relacionamento dela na época. “Quando eu estava namorando um cara, eu escondia o que fazia porque parecia que tudo que era pessoal se tornava trivial, e eu não gostava disso. Nós somos transformados nesses personagens e colocados em uma história em quadrinhos ridícula e eu pensava ‘isso é meu, você está transformando o meu relacionamento em algo que ele não é’. Eu não gostava disso. Mas isso mudou quando eu comecei a sair com uma menina. Eu pensei que não admitir o relacionamento implicaria na mensagem que eu não estou séria a respeito dela ou que tenho vergonha. Então, tive que mudar a forma como eu abordo isso em público. Isso abriu a minha vida e eu estou muito mais feliz”, afirmou.
Porém, a atriz sempre optou por nunca rotular a si mesma. “Não me definir é a base de quem sou”, afirmou certa vez. E tudo bem. Ela não é obrigada mesmo a nada, ainda bem, ela tem toda a liberdade do mundo para namorar quem ela quiser – seja o Robert Pattinson, seja a modelo Stella Maxwell, atual companheira de Kristen.
Mas em um mundo cada vez mais dividido por muros físicos e imaginários é muito importante para a comunidade LGBT – cada vez mais correndo riscos de perder direitos – quando uma das pessoas mais famosas do mundo “sai do armário” dessa forma, em um dos programas mais assistidos da TV norte-americana. Porque faz os outros refletirem ‘nossa, a garota de Crepúsculo é gay’ e, por ser um rosto conhecido, Kristen tem muito mais chances de gerar empatia no outro. Faz do ato de “assumir ser homossexual” que deveria ser normal e corriqueiro se tornar algo normal e corriqueiro.
Por isso a atitude dela é importante e notícias como essa ainda vão existir – para que no futuro ninguém precise explicar sua sexualidade, melhor: para que ninguém precise sofrer preconceito por ser quem é.
Kristen poderia não ter feito ou falado nada, mas usou da posição de privilégio dela – correndo o risco de prejudicar a carreira dela – para pregar a tolerância e, quem sabe, mudar conceitos.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...